Confirmado: Muitos dos ‘médicos’ cubanos, não eram médicos

EXCLUSIVO | O que era apenas uma suspeita, ganha ares de dramaticidade ao descobrirmos o que era uma ‘ilação’, passa a ser confirmado por agências de notícias internacionais.

O site americano NBR USA confirmou as nossas maiores suspeitas:


LEIA TAMBÉM | IDOSA QUE EMOCIONAVA EM VÍDEO DE HADDAD É UMA ASSASSINA
Informação exclusiva – Combatemos as ‘Fake News’!


O governo de Cuba obrigou a saída imediata dos ‘médicos‘ cubanos do Brasil e o imediato abandono do programa ‘mais médicos’ criado por Dilma Rousseff (PT), após o presidente eleito Jair Messias Bolsonaro (PSL) afirmar que os ‘médicos‘ iriam passar por uma prova do Revalida, para atestar as suas aptidões profissionais e os salários não seriam mais pagos a ditadura Cubana e sim diretamente aos profissionais de saúde, que só ficavam com 30% de seus vencimentos. E a cereja no bolo: Eles poderiam trazer os seus familiares para morar no Brasil.


LINK PATROCINADO | CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O repórter Macdonald Hugue, do site NBR USA, descobriu que dos 8.517 ‘médicos’ cubanos, apenas 40% eram de fato médicos, e 60% eram estudantes, enfermeiros, técnicos de enfermagem e até, pasmem os senhores, profissionais de Acupuntura.

Esse era o maior motivo do pânico e pavor da Ditadura cubana, ao serem obrigados passar pelo Revalida, ficaria claro que 60% não eram de fato médicos. Levando esses profissionais de volta à Cuba, o crime deixa de ser comprovado e praticado em terras tupiniquim.


LEIA TAMBÉM | AMEAÇA EM BRASÍLIA: BOLSONARO TEME SER ENVENENADO 
Informação exclusiva – Combatemos as ‘Fake News’!


Fica claro o motivo da ilha de Fidel proibir a vinda de familiares cubanos ao Brasil, ou seja, seria mais difícil controlar as informações que eles dariam a imprensa, tais como: ‘Meu pai não é médico!’ A inocência de uma criança colocaria em risco a mentira articulada por Cuba, PT, OPAS, Dilma e Lula.

E me perguntaram: ‘Mais por que os próprios médicos cubanos não delataram o esquema?”

A resposta é extremamente simples: Ao se passarem por médicos, eles praticaram crimes de Falsidade Ideológica e Exercício ilegal da Medicina, ou seja, seriam processados, condenados e presos. O silêncio era a chancela de liberdade.

Agora ficou MAIS CLARO ainda o motivo da chegada dos ‘médicos’ ao Brasil, todos eles vestidos com Jalecos Brancos. Era para impressionar e dar a falsa sensação que eram de fatos médicos.

A cada dia eu tenho mais nojo do PT.

Léo Vilhena | Jornalista
Comentarista Político


LINK PATROCINADO | CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também