‘As memórias de Lula’

Tempo de sobra é o que não falta para Luís Inácio ‘Lularápio’ da Silva… Em venho pensando com os meus botões: Ele recentemente reclamou da falta de sexo na Suíte Cinco Estrelas onde está hospedado até 2030 na Colônia de Férias do Tio Moro.

Então em pensei com o Tico e o Teco (meus dois únicos neurônios que me restaram): Se ele reclama da falta de sexo, então, ele deve ter se tornado o maior punheteiro de Curitiba… Velhinho safadinho…

Voltando ao raciocínio lógico: Se ele tem tempo de sobra até 2030 (estamos ainda em 2018 às portas de 2019 – sem contar as futuras condenações que vem por aí), se ele tem tempo de sobra até 2030, por que não escrever um livro de memórias?

Mas acabaram de me fazer um alerta (Estou online no Facebook)… Acabaram de me lembrar: “Léo, ele sabe escrever? Pensei que era analfabeto“.

Tem razão, caramba, eu estava esquecendo que o ‘nove dedos’ fugiu da escola…

Então, achei uma saída para essa problemática: Ele pode vomitar as memórias dele e o Poste e a Barbie do PT, podem ir escrevendo em vários rolos de papel higiênico (tem bastante na PF), durante às visitas das Quintas-Feiras… (Nenhuma maldosa insinuação com o dia das visitas íntimas).

Nome é o que não faltaria para o seu ‘majestoso’ livro:

Memórias de um cachaceiro
Memórias de um metalúrgico barbudo
Memórias de uma Brahma que anda e fala
Uma sentença, uma memória
Era uma vez… um presidente
Memórias de um capeta
Como roubar e não ser ‘discubertu’

E por aí vai…. E eu achava que eu tinha ótimas ideias…rsss

Léo Vilhena | Jornalista
Editor-Chefe da Rede GNI
Comentarista Político da REDE CBN SP


LINK PATROCINADO | CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também