Seleção volta a La Paz para enfrentar seu rival mais difícil nas eliminatórias

A Seleção vai enfrentar nesta quinta-feira o seu adversário mais difícil nas eliminatórias. Se a campanha da Bolívia, com apenas 13 pontos ganhos e já sem chances de classificação para a Copa do Mundo não assusta, os 3.640 metros de La Paz tornam o rival muito mais complicado. E é capaz de produzir uma estatística interessante.

Esqueça Argentina, Chile, Equador, Uruguai ou Colômbia: quem mais vezes derrotou o Brasil na história da competição foi a Bolívia.

No total, as duas seleções se enfrentaram sete vezes na cidade (veja no quadro abaixo). São quatro vitórias da Bolívia, sendo três pelas eliminatórias, um empate e duas vitórias do Brasil. O retrospecto surpreendeu o técnico Tite. O único triunfo na altitude pelas eliminatórias foi há 36 anos, em fevereiro de 1981 (reveja no vídeo acima). Já a última vitória da Seleção em La Paz foi há 20 anos, na final da Copa América de 1997.

– A altitude faz efeito. A Bolívia venceu ainda os seus últimos três jogos em casa pelas eliminatórias. Esses dados me chamaram atenção. É um desafio nosso como equipe, de desempenho alto. Técnico cobra desempenho, resultado é consequência. Essas variáveis nós temos condições de ajustar – frisou Tite.

A primeira derrota do Brasil na história das eliminatórias foi justamente para a Bolívia em La Paz: 2 a 0 em 1993. As outras duas foram em 2001 (3 a 1) e 2009 (2 a 1). Rivais mais tradicionais como Chile, Argentina, Equador e Paraguai, por exemplo, só conseguiram derrotar a Seleção duas vezes na competição.

– Não podemos entrar com nível de concentração e mobilização mais baixo. Ou tecnicamente e taticamente abaixo como no primeiro tempo contra o Equador. Felizmente aprendemos – analisou.

Para o jogo desta quinta-feira, o treinador vai fazer duas mudanças por opção e uma forçada. Novamente titular e destaque do Liverpool após a negociação frustrada com o Barcelona, Philippe Coutinho volta ao time na vaga de Willian. Na defesa, Thiago Silva entra no lugar de Marquinhos por opção do treinador visando fortalecer o grupo. Já na lateral-esquerda, Alex Sandro entra na vaga de Marcelo, cortado por lesão.

BOLÍVIA X BRASIL

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz.
Data e horário: quinta-feira, às 17h (de Brasília).
Provável escalação: Alisson, Daniel Alves, Thiago Silva, Miranda e Alex Sandro; Casemiro; Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.
Pendurados: Miranda, Casemiro, Paulinho, Renato Augusto, Neymar, Gabriel Jesus, Daniel Alves e Fernandinho.
Arbitragem: Fernando Rapallini, auxiliado por Diego Bonfá e Gabriel Chade (todos da Argentina).
Transmissão: TV Globo (Galvão Bueno, Casagrande, Ronaldo e Arnaldo Cézar Coelho), SporTV (Milton Leite, Maurício Noriega e Muricy Ramalho) e GloboEsporte.com
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir das 15h30.

Sugeridas para você

%d blogueiros gostam disto: