‘Quero esquecer esses dias’, diz mãe de empresária que ficou desaparecida em MS

Alívio e gratidão são os sentimentos que inundaram os corações da família da empresária Thaís Regina Souza Valadares, de 39 anos, que ficou dois dias desaparecida e foi encontrada na noite de sexta-feira (16), desorientada, em um milharal perto da MS-162, limite entre Sidrolândia e Maracaju. A mãe, Cleide Souza Valadares, diz que agora quer reencontrar a filha e esquecer o que passou.

Cleide fala em gratidão a todos os que oraram pela filha e, agora, quer reencontrar Thaís Regina para poder esquecer os momentos de angústia. “Estou muito feliz, alegre. Só eu sei como que foram dois dias de angústia, de dor, mas graças a Deus veio essa notícia, para alegrar”, disse. Thaís está se recuperando em um hospital em Sidrolândia – a 64 quilômetros de Campo Grande.

A mãe falou sobre os momentos de angústia. “Desde o momento que descobrimos que ela não chegou ao local onde ia, foi aquele desespero. Nós saímos daqui às nove e meia da noite, andamos a noite inteira, eu e meu marido, chegamos aqui às quinze para o meio-dia do outro dia, andando, procurando…”.

O filho José Luiz Valadares, de 13 anos, conta que ficou o tempo todo pensando na mãe e rezando, sem conseguir comer direito e nem dormir. “Quero ver ela, dar um abraço, um beijo”, disse.

Thaís havia sido foi vista pela última vez na quarta-feira (14), em um supermercado, em Sidrolândia. Ela ia para uma fazenda, mas errou o caminho, atolou o carro e ficou perdida, em uma área de 11 mil hectares de milho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *