Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

PT declara gastos de 2,55 milhões de reais na defesa do ex-presidente Lula

A campanha do PT à Presidência da República declarou ter gasto 2,55 milhões de reais na defesa da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Segundo a prestação de contas apresentada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o partido pagou 1,5 milhão de reais, ou 5,7% do total arrecadado, para o escritório Teixeira, Martins e Advogados, que tem entre os sócios Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Zanin Martins.

Os dois advogados são responsáveis pela defesa de Lula nas condenações da Lava Jato na área criminal. Em nota, o escritório afirmou que pedirá ao PT a retificação das informações prestadas ao TSE “uma vez que não recebeu valores do fundo eleitoral”.

A campanha direcionou ainda 900.000 reais para o escritório Aragão & Ferraro Advogados Associados e 150.000 reais para a empresa Edilene Lobo Sociedade de Advogados. Na campanha, essas duas companhias têm maior foco em questões de direito eleitoral.

O TSE veda o uso de recursos de campanha para a contratação de serviços de advocacia e de contabilidade relacionados à defesa de interesses do candidato ou do partido em processo judicial. De acordo com a Resolução 23.553/2017, estes serviço só podem ser contratados na modalidade de consultoria de campanha. Caso contrário, devem ser pagos pelo próprio candidato.

A campanha de Lula tem receita declarada de 20.599.420,39 milhões de reais. A maior parte (20 milhões) é proveniente do Fundo Eleitoral, criado para o financiamento de campanhas. O restante vem de financiamento coletivo.

Veja

Recomendadas para Você

Rede GNI

Informação com seriedade

%d blogueiros gostam disto: