PSDB não deve retribuir apoio de Temer a Aécio

O PSDB não deve entregar novos votos para ajudar o presidente Michel Temer(PMDB) a barrar na Câmara dos Deputados a segunda denúncia contra ele, mesmo após contar com o apoio massivo do PMDB para salvar o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Segundo líderes tucanos na Câmara e no Senado, a bancada continuará dividida e deve registrar placar parecido com o da primeira denúncia, quando deu 22 votos a favor e 21 contra Temer.

“O número de votos vai ser igual ao da primeira, ou seja, a bancada continuará dividida”, disse o líder do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (SP). Ele ressaltou que, em razão do racha, deve liberar a bancada para votar como quiser, assim como fez na primeira denúncia contra Temer, por corrupção passiva. A bancada tem atualmente 44 deputados federais.

Sugeridas para você

%d blogueiros gostam disto: