Polícia prende suspeito de espancar promotor de eventos em posto em SP

Foi preso o homem suspeito de espancar um promotor de eventos na madrugada de domingo (26) em um posto da Vila Mariana, na Zona Sul da capital. O rapaz foi internado, e a Secretaria da Saúde afirma que realiza os protocolos oficiais para poder declarar se houve morte cerebral.

O suspeito foi detido após uma denúncia anônima. A polícia acredita que ele é o jovem que espancou o promotor de festas Henri Seraphini.

Câmeras de segurança registraram a briga. O agressor seria o que aparece com camiseta escura. Henri Seraphini vestia camiseta rosa. A mulher que aparece tentando segurar o agressor é a namorada de Henri.

Ela disse à polícia que o rapaz havia mexido com ela antes da confusão. Depois da troca de socos, Henri conseguiu fugir, mas as agressões continuaram do lado de fora do posto. Henri foi levado inconsciente para o hospital, com ferimentos principalmente na cabeça.

Assim que souberam da prisão, os amigos de Henri foram para a delegacia, nos Jardins (Foto). Eles acenderam velas e protestaram. “A gente espera que outas mães não enterrem outros filhos. A gente só quer justiça”, diz Fábio Portiê.

A namorada de Henri prestou novo depoimento à polícia e reconheceu o suspeito.

Advogado

O advogado da família da vítima, Felipe Pismel, chegou a dizer para a equipe de reportagem que Henri Seraphini teve morte cerebral. A Secretaria Municipal de Saúde não confirma essa informação, mas diz que está realizando os protocolos para comprovar se realmente houve a morte cerebral.