Neymar ainda não brilhou na Rússia

Tentar achar razões para explicar os motivos para Neymar ainda não ter brilhado na Copa do Mundo de 2018 na Rússia não é difícil: Famoso pelo cai-cai em campo, famoso por ser ‘estouradinho’, suas constantes reclamações com o trio de arbitragem e por ser arrogante e prepotente com quem é seu desafeto são apenas algumas das inúmeras razões que explicariam a decadência daquele que é considerado o ‘melhor’ jogador do Brasil.

Diferente do marrento Neymar, o tímido e discreto Philippe Coutinho vem arrebentando na Copa, sendo eleito pela Fifa o melhor jogador em campo em 2 das 3 partidas já realizadas pelo Brasil na copa.

Philippe Coutinho, Thiago Silva, Casemiro e Paulinho vem se destacando por ser e ter atitudes antagônicas da nossa maior ‘estrela’ e eles com humildade e discrição tem fortalecido as atitudes de genuínos brasileiros. E vem arrebentado na copa.

Os Motivos da decadência? Neymar quer ser sempre o último a entrar no ônibus que leva a seleção para os treinamentos e jogos e exige ser o último a descer do ônibus. Neymar quer ser sempre o último jogador a entrar em campo e só concede entrevista quando quer e dificilmente fala aos jornalistas na zona mista dos estádios. Neymar se nega a conceder entrevistas a certos veículos da imprensa tupiniquim. São apenas alguns exemplos da marra de Neymar.

Prepotência, arrogância e falta de humildade são degraus que o levam rumo para um abismo que o distanciam de ser o melhor jogador do mundo, diferente de Cristiano Ronaldo eleito 5 vezes o melhor do mundo. CR7 concede entrevistas diariamente, fala com todos os jornalistas, adora crianças, é doador de sangue e por isso não faz nenhuma tatuagem, ajuda os mais pobres, é caridoso, é adorado por seus amigos e familiares, trata a todos com respeito, é educado com jornalistas e acima de tudo, é um grande jogador de futebol.

Neymar precisa baixar a bola para seu futebol crescer. Vamos lembrar o que o técnico René Simões disse sobre Neymar em 2010, ou seja, a 8 anos atrás:


Reportagem do G1 | Enquanto coleciona boas jogadas e golaços, Neymar também acumula polêmicas e desafetos. Entre confusões em campo e até na internet, desta vez o atacante do Santos bateu o pé para a ordem de Dorival Júnior, que mandou Marcel cobrar o pênalti, na vitória sobre o Atlético-GO, por 4 a 2. O jogador teria ofendido o técnico depois. Acompanhando tudo de perto, o técnico do rival, René Simões, lamentou as atitudes do jovem, pediu encarecidamente que ele seja educado e disse que “um monstro” está sendo criado.

– Estou extremamente decepcionado. Estou desde garoto no futebol e poucas vezes vi alguém tão mal-educado desportivamente. Sempre trabalhei com jovens e nunca vi nada assim. Está na hora de alguém educar esse rapaz, ou vamos criar um monstro. Estamos criando um monstro (no sentido de arrogante e mal-educado) no futebol brasileiro.


O Brasil ainda não apresentou um bom futebol nessa copa do mundo, e eu particularmente creio que somente se o Brasil estiver sem Neymar em campo, o Brasil voltará a jogar um futebol bonito e solidário.

Léo Vilhenna
Jornalista