Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Neymar ainda não brilhou na Rússia

Tentar achar razões para explicar os motivos para Neymar ainda não ter brilhado na Copa do Mundo de 2018 na Rússia não é difícil: Famoso pelo cai-cai em campo, famoso por ser ‘estouradinho’, suas constantes reclamações com o trio de arbitragem e por ser arrogante e prepotente com quem é seu desafeto são apenas algumas das inúmeras razões que explicariam a decadência daquele que é considerado o ‘melhor’ jogador do Brasil.

Diferente do marrento Neymar, o tímido e discreto Philippe Coutinho vem arrebentando na Copa, sendo eleito pela Fifa o melhor jogador em campo em 2 das 3 partidas já realizadas pelo Brasil na copa.

Philippe Coutinho, Thiago Silva, Casemiro e Paulinho vem se destacando por ser e ter atitudes antagônicas da nossa maior ‘estrela’ e eles com humildade e discrição tem fortalecido as atitudes de genuínos brasileiros. E vem arrebentado na copa.

Os Motivos da decadência? Neymar quer ser sempre o último a entrar no ônibus que leva a seleção para os treinamentos e jogos e exige ser o último a descer do ônibus. Neymar quer ser sempre o último jogador a entrar em campo e só concede entrevista quando quer e dificilmente fala aos jornalistas na zona mista dos estádios. Neymar se nega a conceder entrevistas a certos veículos da imprensa tupiniquim. São apenas alguns exemplos da marra de Neymar.

Prepotência, arrogância e falta de humildade são degraus que o levam rumo para um abismo que o distanciam de ser o melhor jogador do mundo, diferente de Cristiano Ronaldo eleito 5 vezes o melhor do mundo. CR7 concede entrevistas diariamente, fala com todos os jornalistas, adora crianças, é doador de sangue e por isso não faz nenhuma tatuagem, ajuda os mais pobres, é caridoso, é adorado por seus amigos e familiares, trata a todos com respeito, é educado com jornalistas e acima de tudo, é um grande jogador de futebol.

Neymar precisa baixar a bola para seu futebol crescer. Vamos lembrar o que o técnico René Simões disse sobre Neymar em 2010, ou seja, a 8 anos atrás:


Reportagem do G1 | Enquanto coleciona boas jogadas e golaços, Neymar também acumula polêmicas e desafetos. Entre confusões em campo e até na internet, desta vez o atacante do Santos bateu o pé para a ordem de Dorival Júnior, que mandou Marcel cobrar o pênalti, na vitória sobre o Atlético-GO, por 4 a 2. O jogador teria ofendido o técnico depois. Acompanhando tudo de perto, o técnico do rival, René Simões, lamentou as atitudes do jovem, pediu encarecidamente que ele seja educado e disse que “um monstro” está sendo criado.

– Estou extremamente decepcionado. Estou desde garoto no futebol e poucas vezes vi alguém tão mal-educado desportivamente. Sempre trabalhei com jovens e nunca vi nada assim. Está na hora de alguém educar esse rapaz, ou vamos criar um monstro. Estamos criando um monstro (no sentido de arrogante e mal-educado) no futebol brasileiro.


O Brasil ainda não apresentou um bom futebol nessa copa do mundo, e eu particularmente creio que somente se o Brasil estiver sem Neymar em campo, o Brasil voltará a jogar um futebol bonito e solidário.

Léo Vilhenna
Jornalista

 

Recomendadas para Você

Rede GNI

Informação com seriedade

%d blogueiros gostam disto: