Mulher matou 189 homens durante crises de TPM

Uma mulher americana foi presa nesta manhã em relação a uma investigação liderada conjuntamente pelo FBI e pela Polícia Federal mexicana sobre uma incrível série de mortes violentas na Califórnia e estados vizinhos.

Os investigadores suspeitam que Loretta Jones, de 39 anos, que sofre de desordem disfórica pré-menstrual (PMDD) e Transtorno hormonal crônico, de matar 189 pessoas entre 1993 e 2017, tanto nos Estados Unidos quanto no México.

Ela é mais perigosa do que qualquer um dos psicopatas e assassinos em série que conheci na minha carreira. Mesmo a menor irritação pode torná-la extremamente violenta, a qualquer hora, qualquer dia “.

O porta-voz do FBI, Bill Davidson disse que: “Um de nossos agentes acidentalmente colocou um pouco de açúcar em seu café, então ficou irritada, pegou a arma do policial e atirou em seu rosto e saltou no rosto para morder o nariz. Foi assustador!”

A Sra. Jones trabalhou como cobradora de dívidas para uma grande empresa financeira e viajou muito, pela Califórnia e estados limítrofes, além do norte do México.

Até agora, os pesquisadores conseguiram confirmar 137 assassinatos no estado da Califórnia, 16 em Oregon, 11 no Arizona, 8 em Nevada e 17 no México, total 189.

O porta-voz do FBI, Bill Davidson, afirma que ela provavelmente é a pessoa mais perigosa que conheceu nos seus 24 anos como agente federal.