MS: ‘UPA da Vila Almeida’ é a porta do Inferno

A péssima administração do prefeito evangélico Marquinhos Trad (PSD) bem que poderia mudar o seu slogan de ‘Levanta Campo Grande’ para um slogan que fosse mais digno da realidade dos postos de saúde: ‘Chora, Campo Grande’.

Pois a capital de Mato Grosso do Sul, também conhecida como a ‘Cidade Morena’, está ficando vermelha de raiva e no mesmo tom do inferno: vermelho anil.

A ineficaz e péssima administração do carismático Marquinhos Trad, pode estar fazendo melhorias visíveis no asfalto de Campo Grande, mas se olharmos para a Sesau (Jura, que ela existe mesmo?) é de um assombro monumental a incompetência e ineficácia. Todos os Postos de Saúde ou UBS, são de uma incompetência e péssimo atendimento à população que chega assustar.

O UPA da Vila Almeida é a porta do inferno. A reportagem da REDE GNI foi mais uma vez chamada pela população que sofre com essa Unidade (sic) Básica de Saúde.

Hoje (23) fomos ver de perto, mais uma vez, essa situação caótica e constatamos que das 09:50 às 10:50 não foi chamado um único contribuinte que agonizava na LOTADA sala de espera. Contamos 50 pacientes que esperavam por um atendimento básico de saúde. Fomos na administração questionar a demora, e sem nos identificarmos, fomos maltratados por um arrogante funcionário. Quando questionamos se não havia médicos em atendimento, ele se limitou a dizer: ‘Tem que esperar, se está com pressa, vai embora’.

Nessa unidade de saúde, que pelo jeito não tem um administrador competente – igual a Sesau – falta de tudo: remédios, copos, material básico de primeiros socorros e até educação…

Infiltrações, paredes esburacadas, ar condicionado que não funciona (por acaso funcionou algum dia?) e mau atendimento são as tônicas edss

Sugeridas para você

%d blogueiros gostam disto: