Jornalistas não sabem diferenciar ‘pentacampeão’ de ‘campeão’

Algo que é constante em boa parte da mídia e que me irrita profundamente ante à ignorância bestial sobre o tema é ver e ouvir 90% dos jornalistas das mídias eletrônicas, impressas e de rádio, chamarem alguns jogadores de ‘pentacampeões’ quando eles jamais foram.
Vou explicar: Por exemplo, o jogador Edilson ‘capetinha’. Ele fez parte da seleção brasileira que foi Pentacampeã do Mundo no mundial de 2002. Quem foi Penta foi a seleção que venceu os mundiais de 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002. Edilson não participou de todos os campeonatos. Ele foi Campeão em 2002, ou seja, Edilson fez parte da seleção que foi Penta, e ele Campeão por que só jogou em 2002. Ele teve o mérito de ser campeão e não penta.
Essa regra vale para todos os demais jogadores de outras seleções. Confundir algo tão básico, expõe a mediocridade do jornalismo atual.
Mas os críticos vão dizer: – ‘Mas ele fez por merecer’. Sim, ele fez por merecer ser chamado de Campeão, que fez parte da seleção que foi Pentacampeã.
Esse erro faz parte de uma geração de ‘jornalistas’ que foi formada apenas por ter acesso a um computador, uma internet e muita Shit in the head.
Quer que eu desenhe para entender? Confundir algo tão básico assim, é para todos que tem Shit in the head. Não sabe o que é? Joga no Google.
Da Redação

Sugeridas para você

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: