História da mãe que para salvar a filha matou o marido, vira febre na web

Essa inacreditável (e real) história esta ‘varrendo’ a web e aconteceu no México.

ENTENDA O CASO

Minha princesa não merecia sofrer dessa maneira, não me arrependo do que fiz e faria novamente” afirma Ana Maria.

Desde de Segunda-Feira, 27 de novembro, ela posta à disposição da procuradoria geral do união e condenada a 15 anos de prisão. Ana Maria Gomez Saldivar, natural do México. Em um ataque de fúria, ao ver que José Manuel Perez, de 38 anos, estava abusando de sua própria filha de 2 meses. Com mais de 15 facadas nas costas e com seu pênis cortado em pedaços, Ana matou José.

No momento que os policiais entraram no apartamento, viram um homem jogado no chão cheio de sangue já sem vida.

A. Maria se declarou culpada e confessou que esfaqueou o homem.

“Esse maldito, como foi capaz de fazer algo assim com nossa própria filha, que carrega nosso sangue. Eu não entendo e se eu tivesse a chance de matá-lo de novo eu faria isso, ele merece isso é um maldito”
– Respondeu aos policiais com lagrimas nos olhos… Comovidos os policiais efetuaram a prisão com lágrimas nos olhos (relatos de policiais mexicanos).

Minutos depois, os médicos internaram a garota de apenas 2 meses que acabou sofrendo ferimentos severos na vagina, devido à brutalidade com que foi atacada pelo próprio pai.

Atualmente a menina está em terapia intensiva na cidade de Tijuana e Ana Maria acabou sendo condenada a mais de 15 anos de prisão pelo crime de homicídio.

Amigos e parentes de Ana estão pedindo justiça que liberte Ana. O pedido é feito através das redes sociais com a frase: “EU TERIA FEITO O MESMO PELOS MEUS FILHOS

Sugeridas para você

%d blogueiros gostam disto: