Harvey perde força e vira tempestade, mas ainda ameaça provocar inundações

O furacão Harvey perdeu força neste sábado (26), mas ainda ameaça o Estado americano do Texas, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês). Mesmo rebaixado para a categoria de tempestade tropical, o fenômeno ainda tem capacidade de provocar inundações “extremamente sérias”, alertou o órgão.

“Uma tempestade dessa magnitude vai causar inundações catastróficas”, apontou o NHC. As chuvas que atingem a região devem se estender pelos próximos dias.

Neste sábado, o prefeito da cidade texana de Rockport, Charles J. Wax, informou que uma pessoa morreu durante o incêndio de uma casa enquanto a tempestade atingia a cidade. Não ficou claro, no entanto, se a vítima morreu como resultado direto do fenômeno. Ainda segundo o prefeito, pelo menos dez pessoas ficaram levemente feridas.

A tempestade também deixou pelo menos 300 mil residências sem eletricidade no Texas. Centenas de casas foram danificadas. Mais de 4 mil detentos de prisões ao sul de Houston foram evacuados das unidades por causa do aumento de nível de um rio da região.

O fenômeno também causa prejuízos à indústria do petróleo. Segundo a imprensa americana, 25% da produção do país, que é concentrada no Golfo do México, está paralisada. Pelo menos 112 plataformas na costa do Texas foram evacuadas.

O furacão Harvey alcançou o território americano às 22h de sexta-feira — meia-noite de Brasília — como um furacão da categoria 4, mas acabou sendo rebaixado nas horas seguintes, até passar a ser considerado uma tempestade tropical.

O chefe da agência federal de emergências dos Estados Unidos, a Fema, avalia que levará anos até que as cidades e localidades atingidas pelo Harvey se recuperem da devastação.

“Este vai ser um longo e frustrante processo sem precedentes para o Estado do Texas”, afirmou à rede MSNBC o diretor da Fema, Brock Long.

De acordo com o governador do Texas, Greg Abbott, a principal preocupação continua sendo com “as inundações dramáticas” no Estado. O governador alertou a população a ficar atenta ao rápido avanço do nível das águas.

Sugeridas para você

%d blogueiros gostam disto: