F1: Em corrida agitada, Verstappen vence e Vettel retoma liderança

Se os fãs da Fórmula 1 reclamaram da falta de emoção nas últimas corridas, neste domingo eles foram compensados por uma corrida cheia de alternativas e surpresas na Áustria. A favorita Mercedes naufragou com problemas nos carros do pole position Valtteri Bottas e de Lewis Hamilton, e Max Verstappen aproveitou para vencer pela primeira vez na temporada 2018, fazendo a festa da enorme torcida holandesa que invadiu Spielberg com suas bandeiras laranjas.

Quem também sorriu foi Sebastian Vettel, que, com o terceiro lugar e o abandono de Hamilton, reassumiu a liderança do campeonato um ponto à frente do rival. Kimi Raikkonen fez boa corrida e terminou em segundo, inclusive atacando Verstappen nas últimas voltas e fazendo a melhor volta, com novo recorde do circuito de Spielberg.

A festa dos torcedores em Spielberg foi completa, já que a RBR conquistou sua primeira vitória na pista que é de sua propriedade – a empresa que controla a equipe inclusive bancou a reforma no autódromo para voltar a abrigar o GP da Áustria, em 2014. Por outro lado, o aniversariante do dia Daniel Ricciardo abandonou a prova.

Outro destaque da corrida foi Romain Grosjean, que marcou pontos pela primeira vez na temporada, e ainda por cima com uma ótima quarta posição, logo à frente do companheiro de equipe Kevin Magnussen. A corrida também foi boa para a Force India, que obteve o sexto e sétimo lugares com Sergio Perez e Esteban Ocon, e para a Sauber, que também pontuou com os dois carros – Charles Leclerc e Marcus Ericsson terminaram em nono e décimo. Fernando Alonso fez grande corrida largando dos boxes e pontuou com a McLaren, em oitavo.

O que você precisa saber sobre o GP da Áustria?

– Quarta vitória da carreira de Max Verstappen, a primeira em 2018.

– Raikkonen chegou à sua 46ª melhor volta numa corrida, recorde entre os pilotos em atividade – apenas Michael Schumacher, com 77, tem mais.

– Quarto lugar de Romain Grosjean, além de ser seu melhor resultado e a primeira pontuação na temporada, é a melhor posição da equipe Haas desde a estreia na F1, em 2015.

– Desde o GP da Espanha de 2016, quando Nico Rosberg e Lewis Hamilton bateram na primeira volta, a Mercedes não terminava uma corrida sem pontuar.

Largada

Bottas largou mal e Raikkonen tentou se enfiar entre os pilotos da Mercedes, mas foi Hamilton quem tomou a ponta na primeira curva. Kimi tentou superar o inglês na freada da curva 2, mas saiu da pista e Bottas se aproveitou para assumir o segundo lugar na freada seguinte. No fim da primeira volta, Verstappen passou Raikkonen. Vettel largou mal e caiu para oitavo, recuperando um posto, o de Kevin Magnussen, no começo da segunda volta.

Globoesporte

Recomendadas para Você

%d blogueiros gostam disto: