Empresária que ficou desaparecida por 48 h em MS recebe alta e diz: ‘quero ver meu filho’

A empresária Thaís Regina Souza Valadares, de 39 anos, que ficou perdida por 48 horas em um milharal de uma fazenda em Mato Grosso do Sul, sem comer e sem beber, recebeu alta do hospital de Sidrolândia, a 64 quilômetros da capital, às 10h30, e contou que ainda está se sentindo desnorteada, mas que está bem.

Ela teve um quadro de desidratação e hipoglicemia. Thaís Valadares recebeu alta após exames de sangue comprovaram melhora no estado de saúde.

“Eu estou meio confusa, algumas coisas [estão] confusas ainda, mas estou bem, graças a Deus, minha família e meus amigos e Deus acima de tudo conseguiram me ajudar”, afirmou a empresária, já de volta a Campo Grande.

A empresária também contou como foi a sensação de ficar perdida em uma área de 11 mil hectares de milho. “É o desespero. Sede, muita sede, muita sede e… sol. Nossa! Não tenho nem o que falar agora. Quero ver meu filho, minha família, minha irmã, meus amigos”. A família também contou que não vê a hora de encontrar Thaís.

Carro da empresária Thaís Valadares foi encontrado atolado em estrada de Mato Grosso do Sul (Foto: PMR/Divulgação)

Ela ficou perdida e sem comunicação após o carro ter atolado, entre Sidrolândia e Maracaju, em Mato Grosso do Sul.

Além da falta de comida e água, ela teve que lidar com a diabetes. A empresária tem o tipo mais grave da doença e precisa tomar a injeção de insulina três vezes ao dia.

A empresária conseguiu aplicar a insulina durante os dois dias em que ficou perdida, mas a falta de comida fez com que Thaís Valadares ficasse com hipoglicemia – a falta de açúcar no sangue.

Ela havia sido foi vista pela última vez na quarta-feira (14), em Sidrolândia. A empresária ia para uma fazenda, mas errou o caminho.

O veículo da empresária foi encontrado por volta das 15 horas de sexta-feira (17). A empresária, no entanto, só foi encontrada horas depois, quando já era noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *