Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Editorial | Se não houver fraudes, Bolsonaro será eleito hoje

Eu venho falando a mesma coisa há mais de 1 ano: Bolsonaro vai ser eleito Presidente do Brasil. E aproximadamente há 6 meses eu estou cravando: Vai ser em primeiro turno. Meus amigos mais próximos sabem que isso é verdade: Júnior e Piu. Falo isso insistentemente para eles.

Essas duas certezas estão há nove horas de tornarem-se realidade (estou escrevendo esse editorial as 07h – horário de Brasília, deste Domingo, 07 – A eleição vai até as 17 horas, não se esqueça), e se não houver fraudes, Bolsonaro vence hoje e liquida a fatura em primeiro turno.

E vou ainda além: Ele deve ter acima de 51 milhões de votos válidos. Podem anotar essa ‘profecia’.

Eu não sou a reencarnação da Mãe Dinah e muito menos eu sou um guru ou profeta do quilate dos pastores neopentecostais ou dos pais-de-santo, eu sou um mísero e humilde Analista Político desconhecido e anônimo, jornalista formado a 20 anos, um Comentarista da Política Brasileira graduado a 12 anos e especializado em Ciências Políticas há apenas 8 anos, ou seja, eu sou quase um recém-nascido na profissão da Análise… E não sou um mestre como o meu ídolo, o jornalista Olavo de Carvalho – O maior de todos.

Mas eu não sou um jumento da Esquerda, eu tenho massa cinzenta que funciona e não tenho bandido de estimação, e acima de tudo e de todos: Eu não sou cego e surdo, e vejo o que está acontecendo pelo Brasil e pelo mundo e acompanho todos os noticiários que retratam a verdadeira realidade, a mobilização gigantesca em favor do Capitão, mito, coiso, ‘fascista’, ‘preconceituoso’, ‘misógino’ e ‘perverso’ Jair Messias Bolsonaro (PSL).

As mentiras contra o ‘inimigo público número 1 da Esquerda‘ (tentaram até matar o Capitão, vocês realmente acham que foi um ato isolado de um garçom desempregado?) foram caindo por terra durante a campanha eleitoral:

1 – Ele não é fascista – Ele não representa um governo autocrático, centralizado na figura de um ditador como Mussolini, Hitler, Maduro, Chaves, Kin-Jung-un e Lula;

2 – Ele não é preconceituoso – Uma simples busca na internet e você encontra fotos de até 20 anos atrás de Bolsonaro abraçado com seus amigos negros, gays e pobres… O problema dele é com a cartilha de gênero nas escolas infantis;

3 – Ele não é misógino – Ele não tem aversão a mulheres, pelo contrário, é um amante do esporte bretão (já se casou 3 vezes) e a maioria de suas amigas e funcionárias são mulheres;

4 – Ele não é perverso – Mostre apenas um exemplo de algum ato de crueldade e maldade cometido por Jair Messias Bolsonaro.

Os jumentos da esquerda são tão ‘jumentados’ que eu perguntei ontem para um defensor do ‘elenão: ‘Por que o Bolsonaro é fascista e misógino’? Ele me respondeu com uma retórica: ‘O que é mesmo fascista e misógino’? Eles repetem uma ‘mantra’ criado por Lula e seus marqueteiros, sem ao menos saber do que se trata.

A célebre frase criada pelo general de Hitler, Joseph Goebbels, nesse caso não encontrou respaldo em Bolsonaro: uma mentira repetida mil vezes se torna verdade. No caso do Capitão, elas não se tornaram verdades e serão humilhadas nas urnas apartir das 17 horas de hoje. Os brasileiros de bem sabem o que é melhor para o Brasil.

Hoje é o dia do Brasil voltar a ser Brasil, do nosso país deixar de caminhar rumo a ditadura da Venezuela, da nossa nação voltar a ser gigante pela própria natureza, de darmos um basta na ‘mania’ da corrupção, de garantir que Lula Livre seja libertado somente em 2030 (no fim de sua sentença), de acabarmos com a miséria da Lei Rouanet, que os bandidos saibam que por aqui existe Ordem e Progresso e quando um policial encarar um meliante e ‘derrubar’ essas pragas, ele não vai ser processado, mas condecorado com uma medalha de Honra ao Mérito. Como diz o capitão: por trás daquela farda existe uma vida e acima de tudo e Deus acima de todos, o mito vai colocar os artistas globais e os defensores das ‘minorias’ (os lixos dos direitos humanos) para trabalharem, pois a mamata ($$$$) vai acabar.

E se tudo o que eu falei não foi motivo suficiente para você votar em Jair Messias Bolsonaro, deixa eu te dar uma última informação, caso seja eleito (e será), algumas ‘celebridades’ prometeram encerrar as suas carreiras (quais carreiras?) no Brasil e vão embora da nossa pátria (será que vão para a Venezuela ‘democrática’ de Maduro?): Daniela Mercury, Anitta, Pablo Vittar, MC Carol, Gilberto Gil, Chico Buarque e dezenas de Artistas globais… Foi motivo suficiente?

#Leia #Compartilhe #votenomito #votenocoiso #votenobolsonaro #votenocapitão

Léo Vilhena | REDE GNI
Comentarista Político

Nota: Assista a HISTÓRICA entrevista de Jair Bolsonaro, que me cativou e que me tornou um seguidor do ‘coiso’:

Recomendadas para Você

Rede GNI

Informação com seriedade

%d blogueiros gostam disto: