Casamento: Não existe harmonia na infidelidade

Não tem como haver harmonia, respeito e amor, quando num casamento, uma das partes ou as duas, comete o que chamamos de infidelidade. Só que este termo é mais amplo do que ‘apenas’ transar ou se envolver emocional e sentimentalmente com outra pessoa que não seja seu marido ou sua esposa.

As pessoas são infiéis quando batem, agridem e mentem para seus cônjuges.

Uma ‘simples’ mentirinha com a desculpa “ah, eu não te contei para você não ficar bravo” ou então “é um amigo de infância, meu amor, só isso”, mas é uma ‘amizade’ que este até hoje escondida ou obscura, ou seja, não foi revelada ao marido ou esposa. Isso é infidelidade. Ou então ‘não te contei porque você é neurótico(a)’, ainda assim é traição por infidelidade. Agora, pense comigo: Se o seu marido ou esposa é neurótico(a), o que você está fazendo aí, nesse casamento? Fuja dele o mais rápido possível…

Quando você fica de ‘papo’ com alguém que seu marido ou sua esposa pediu para que não ficasse, independente das justificativas mais ‘plausíveis’ que você achar para ‘justificar’ aquele ‘papo’, ainda assim, é traição por infidelidade, pois o seu cônjuge pediu para você não fazer isso. É uma atitude que não merece perdão, pois, como você vai confiar daqui pra frente?

‘Eu esqueci de te contar’ ou ‘achei melhor não te contar’, mesmo com as ‘melhores das intenções’ ainda assim é faltar com a verdade e isso é uma forma de traição através da infidelidade. Quando falta 101% de sinceridade num casamento, existe 102% de motivos para seguir cada um para o seu lado, sem arrependimentos ou frustrações: acabou o amor (será que houve algum dia?) e o respeito (será que houve algum dia?), por isso, o melhor é separar as escovas de dentes.

Ou então, sem motivo (ou até mesmo que tenha ‘motivo’) agressões são injustificáveis sob todas as formas de justificativas. Não ama mais? Não tem mais carinho? Não tem mais respeito? Não tem mais um diálogo fiel? Um não confia mais no outro? Tudo bem, cada um ‘pro seu lado’ e a vida continua. Procure a felicidade em outras ‘freguesias’… Falta de confiança é uma ‘praga’ que nem a religião pode restaurar num casamento. Como um copo de cristal que se quebra, é irreparável: as ranhuras sempre estarão lá. O problema de um ‘pequeno’ esquecimento de contar, é que ele torna todas as outras verdades suspeitas de serem ‘esquecimentos’.

E quando existe filhos envolvidos, o melhor a se fazer é ir cada um para o seu lado, para devolver a saúde mental das crianças, devolver aos pequenos à paz e a harmonia.

Traição não é um erro e nem mesmo um acontecimento ou sequer um deslize: é uma escolha, você decidiu trair sua esposa ou seu marido, e isso é imperdoável. Você decidiu procurar um ‘amigo(a)’ para desabafar, e se não é o seu marido ou sua esposa, é traição por infidelidade.

‘Mentirinha’ é traição e infidelidade, e isso é imperdoável. Cada um toma um novo rumo nas suas vidas e o problema acaba. É tão fácil de resolver isso e as pessoas complicam. Ninguém é eterno e insubstituível. Você vai encontrar alguém melhor que o seu marido ou esposa. É o curso natural da vida.

Léo Vilhena

Sugeridas para você

%d blogueiros gostam disto: