Brasil vive ‘calmaria antes do tsunami’, afirma Dilma Rousseff

Ao comentar seu impeachment, julgado pelo Senado há exatamente um ano, a ex-presidente Dilma Rousseff previu um agravamento da crise “econômica, política e social” no Brasil num futuro próximo. Em evento organizado pelo jornal “Brasil de Fato” na Associação Brasileira de Imprensa (ABI) na noite desta quinta-feira, Dilma discursou lembrando passagens de sua administração, da crise que culminou em sua saída do governo e a gestão de Michel Temer.

– O Brasil está caminhando para um agravamento da crise econômica, social, institucional e política. A impressão é que há uma calmaria antes do tsunami. É impossível supor que, nesse quadro econômico, processos como o da (privatização da) Eletrobrás, se esteja caminhando (para uma solução) – avaliou Dilma.

A ex-presidente afirmou ter sido vítima de um golpe, cujo principal promotor foi a elite brasileira.

– Nós temos a mais egoísta, atrasada e irresponsável elite econômica. Várias elites pensaram em sua nação, perceberam que seu destino seria maior se elas incorporassem o destino de seu povo. Algumas construíram sociedades verdadeiramente democráticas. No nosso caso, tivemos enorme dificuldade de fazer os mais simples processos de inclusão – afirmou Dilma.

Sugeridas para você

%d blogueiros gostam disto: