Corpo de atleta desaparecido é localizado em Fortaleza

O Corpo de Bombeiros localizou na tarde desta segunda-feira (27) o corpo do triatleta Genilson Lima, 48 anos, que estava desaparecido desde a manhã de domingo(26), quando ele havia se perdido na primeira etapa do Ironman Fortaleza 2017.

O corpo foi encontrado na praia da Leste-Oeste, no Bairro Moura Brasil, a poucos metros do local da largada da prova, na Praia Formosa. O resgate do cadáver ocorreu depois de mais de 24 horas de buscas de vários bombeiros e policiais. A filha de Genilson, Gabriela Lima, identificou o cadáver do pai no local, às 17h10 (horário local) desta segunda-feira.

“Ele [o cadáver] emergiu, aparentemente ele estava preso às pedras onde a gente suspeitava mesmo, no Espigão. A motoaquática dos bombeiros estava próxima e viu quando o corpo emergiu”, afirmou o coronel Marcos Costa, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

Sem completar a prova

Ainda conforme a filha do atleta, ele desapareceu antes de concluir a primeira etapa da prova, 1,9 quilômetro na água. Gabriela conta ainda que outras pessoas que estavam na prova também contaram ter visto o cearense na parte final da natação do Ironman.

“Um amigo do meu pai, que também estava competindo, chegou a falar com ele durante a prova. Perguntou se estava tudo bem e ele [pai] disse que estava ‘tudo ok’. Ele não falou isso antes porque só viu que meu pai tinha sumido quando passou a notícia na televisão. Ele veio aqui hoje para ajudar também nas buscas”, disse ao G1, antes da localização do corpo.

Gabriela contou que seu pai treinava diariamente, não apresentava problemas de saúde e já estava acostumado com essa área. Era a quarta vez que Genilson participava do Ironman.

ENTENDA O CASO

Um atleta brasileiro que competia no Ironman Brasil em Fortaleza neste domingo (26) está desaparecido. De acordo com o coronel Marcos Costa, da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), que está comandando as buscas, Genílson Santos, atleta de elite de 48 anos, teria desaparecido durante a prova de natação.

De acordo com o coronel, o chip de identificação do atleta não sinalizou a saída dele da água, além de a bicicleta não ter sido retirada na transição para o ciclismo, segunda etapa da prova. A estimativa do Ciopaer é de que o atleta deveria ter deixado a água cerca de uma hora e meia após o início da prova.

A operação está sendo feita por Corpo de Bombeiros, Marinha e Ciopaer. Duas buscas já foram realizadas da Praia Formosa (local da largada, no Hotel Marina Park) até a Leste Oeste. O militar acredita que o competidor pode ter tido algum problema durante a prova.

A organização do Ironman confirma o desaparecimento do atleta, mas não garante que o competidor tenha desaparecido no mar. Para os organizadores, há a possibilidade de que ele tenha desistido da prova. No entanto, as buscas seguem sendo feitas.

Sugeridas para você

%d blogueiros gostam disto: