Assessores dizem que se o áudio for liberado é o fim do governo de Michel Temer

Os próprios assessores mais próximos do presidente Michel Temer avaliam que a situação ficará ainda mais grave quando o áudio da conversa dele com o empresário Joesley Batista vier à tona.

Eles dizem que pode ser o ponto final do governo de Michel Temer.

Segundo o jornal O Globo, Temer deu aval para a JBS comprar o silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e do doleiro Lúcio Funaro. Temer, em nota oficial, disse jamais ter feito pedido para evitar delações premiadas. Mas não é isso que mostra o áudio: Temer concordou em silenciar Cunha, em troca de propina.

[wp_ad_camp_3]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *